Arquivo para maio 2011

Garrafa 239 – Fim de outono   2 comments

gosto do caqui
saudades do seu beijo
fim de outono

Eduardo Leal
Foto de Douglas Fisher

Garrafa 238 – Quem tem um amigo…   2 comments

“Passados dois meses de tantas histórias, comecei a pensar no sentido da solidão. Um estado interior que não depende da distância…nem do isolamento; um vazio que invade as pessoas… E que a simples companhia ou presença humana não pode preencher. Solidão foi a única coisa que eu não senti, depois que parti…nunca…em momento algum. Estava, sim, atacado de uma voraz saudade. De tudo e de todos, de coisas e de pessoas que há muito tempo não via. Mas a saudade às vezes faz bem ao coração. Valoriza os sentimentos, acende as esperanças e apaga as distâncias. Quem tem um amigo, mesmo que um só, não importa onde se encontre, jamais sofrerá de solidão; poderá morrer de saudade…mas não estará só!”

Amyr Klink
Foto de Amyr Klink

Garrafa 237 – Yang forte   1 comment

dentro do dia
a semente da noite
olhar sombrio

Eduardo Leal
Foto de autor desconhecido

Garrafa 236 – Ying forte   1 comment

dentro da noite
a semente do dia
brilho no olhar!

Eduardo Leal
Foto de autor desconhecido

Garrafa 235 – Manhã de outono   Leave a comment

moça bonita!
encolho a barriga
andando na praia…

Eduardo Leal
Cartoon de autor desconhecido

Garrafa 234 – O Líder Coach   Leave a comment

sabe perguntar
o líder do futuro
mais do que dizer

Eduardo Leal
Ilustração de autor desconhecido

Garrafa 233 – I: Mutação   Leave a comment

não há quem mude
só o fluxo contínuo
só há o mudar

Eduardo Leal
Pintura de Lee Man Tse Kuk
Instruções de utilização: Ouvir em sequência “Voyager” (instrumental) e “What goes up…” com Alan Parsons Project

%d blogueiros gostam disto: