Arquivo para janeiro 2012

Garrafa 285 – Reflexões sobre a vida e a morte   3 comments

Desde o Natal de 2011, nossa família convive com uma situação extremamente dolorosa que é a de ter uma pessoa querida internada em um hospital, entrando e saindo do CTI a cada semana e vendo, em nossas visitas quase diárias, que suas forças e capacidade de comunicação diminuem a cada instante. Apesar de nossa incapacidade para mudar o que está acima de nossa compreensão e de nossas forças, insistimos em permanecer ao seu lado e ao lado dos seus familiares mais próximos.

Meu interesse pela leitura acabou me conduzindo ao trabalho da psiquiatra suíça Elisabeth Kübler-Ross (1926-2004) resumido em seu ultimo livro “A Roda da Vida – Memórias do Viver e do Morrer” publicado pela Editora Sextante.

Sua leitura tem sido fonte de inspiração e “insights” e transcrevo abaixo uma de suas mensagens principais:

Cada vez que entrava com um paciente e depois o levava embora, a vida dele lembrava-me “uma das milhões de luzes no vasto firmamento que cintilam por um breve instante e em seguida desaparecem na noite infinita”. As lições que cada uma daquelas pessoas nos ensinava traziam todas, no fundo, a mesma mensagem:

Viva de tal modo que, ao olhar para trás, não se arrependa de ter desperdiçado sua vida.
Viva de tal modo que não se arrependa do que fez ou não deseje ter agido de outra forma.
Viva uma vida digna e plena.
Viva.

Elisabeth Kübler-Ross
Fotos de autores desconhecidos
Instruções de utilização: Ouvir “Life is a long song” na voz de Ian Anderson (Jethro Tull)

   

 

%d blogueiros gostam disto: