Arquivo para fevereiro 2006

Garrafa 14 – El dia – O dia   Leave a comment

El dia abre la mano
Tres nubes
Y estas pocas palabras

O dia abre a mão
Três nuvens
E estas poucas palavras

Octavio Paz
Foto de Nuno Serrão

Nuvem lenticular - Nuno Serrão

 

Garrafa 13 – Mattina – Manhã   Leave a comment

Mattina
M´illumino
d´imenso

Manhã
M´ilumino
d´imenso

Giuseppe Ungaretti
Foto de autor desconhecido
Instruções de utilização: Ouvir “Canção da manhã feliz” na voz de Nana Caymmi

Luz da Manhã 2.jpg

 

Garrafa 12 – Canção   Leave a comment

Viver não dói. O que dói
é a vida que não se vive.
Tanto mais bela sonhada,
quanto mais triste perdida.

Viver não dói. O que dói
é o tempo, essa força onírica
em que se criam os mitos
que o próprio tempo devora.

Viver não dói. O que dói
é essa estranha lucidez,
misto de fome e de sede
com que tudo devoramos.

Viver não dói. O que dói
ferindo fundo, ferindo,
é a distância infinita
entre a vida que se pensa
e o pensamento vivido.

Que tudo o mais é perdido.

Emílio Moura

Ilustração de autor desconhecido.
Instruções de utilização: Ouvir “A Song for You” na voz de Karen Carpenter

Solidão 2

 

Garrafa 11 – Responsabilidade   Leave a comment

Diz um conto zen que, em um mosteiro, havia um discípulo que sempre desafiava o seu Mestre.

Certa vez, ocultando atrás de si um pássaro que carregava nas mãos, o discípulo parou desafiador diante do Mestre e perguntou:

– Mestre, aqui atrás de mim tenho um pássaro. Você, que sabe tudo, diga-me: Ele está vivo ou está morto? (assim, se o Mestre dissesse que o pássaro estava vivo, era só apertar a mão e matá-lo; se dissesse que estava morto, abriria suas mãos e o deixaria voar)

O mestre olhou nos olhos do discípulo com respeito e compaixão, respirou profundamente e, com muito amor, respondeu:

– Isso depende de você. A solução… está em suas mãos!

Fonte: Coaching – El Arte de Soplar Brasas – Leonardo Wolk
Ilustração de autor desconhecido
Instruções de utilização: Ouvir “Depende de nós” com Ivan Lins

Em suas mãos

 

Garrafa 10 – Vagalumes 2   Leave a comment

Lua minguante
um vagalume completa
o outro pedaço

Fernando Sérgio Lyra
Ilustração de Eduardo Leal

Lua minguante e vagalume

 

Garrafa 9 – Vagalumes 1

Onde os vagalumes?
Recolhidos – imagino –
no verso da lua

Fernando Sérgio Lyra
Ilustração de Eduardo Leal

Vagalume

 

Garrafa 8 – Bom vai ser   Leave a comment

Se a gente melhorasse
Se a gente cultivasse
o dom de olhar por dentro
de repensar, de refletir
de escolher o caminho a seguir:

Atrás do silêncio,
atrás da beleza,
atrás da ciência,
que nos dão a certeza
do encantamento
e da obediência
à generosa natureza.

Remoçando o ar, a brisa, o vento,
a água toda que bebemos
e o verde que ainda temos.

Bom seria…
Bom vai ser.

Ivan Lins
Foto de Eduardo Leal em Kyoto – Japão
Instruções de utilização: Ouvir “Bom vai ser” na voz de Ivan Lins

 

Garrafa 182 - Mente tranquila

%d blogueiros gostam disto: