Arquivo para a Tag ‘natureza

Garrafa 434 – O Poder do Silêncio 4   Leave a comment

Conforme compromisso assumido anteriormente comigo mesmo, destaco mais uma citação de “O Poder do Silêncio” em que Eckhart Tolle nos aponta um caminho:

“Olhe para uma árvore, uma flor, uma planta. Deixe sua atenção repousar nelas. Note como estão calmas, profundamente enraizadas no Ser. Deixe que a natureza lhe ensine o que é calma.”

Pausa para um breve haicai:

como Te perceber,
enraizado no Ser,
desejo saber…

Eduardo Leal
Foto de autor desconhecido – Assacu da Pompeu Loureiro (antes da tentativa frustrada de derrubada)
Inspirado na leitura de “O Poder do Silêncio” de Eckhart Tolle

Anúncios

Garrafa 419 – Teia cósmica   Leave a comment

nos caules, a seiva,
somos parte da teia,
sangue nas veias.

Eduardo Leal
Foto de autor desconhecido

Filhos daTerra

Garrafa 103 – O meu olhar   Leave a comment

O meu olhar é nítido como um girassol.
Tenho o costume de andar pelas estradas
olhando para a direita e para a esquerda,
e de, vez em quando olhando para trás…
E o que vejo a cada momento
é aquilo que nunca antes eu tinha visto,
e eu sei dar por isso muito bem…
Sei ter o pasmo essencial
que tem uma criança se, ao nascer,
reparasse que nascera deveras…
Sinto-me nascido a cada momento
para a eterna novidade do Mundo…

Creio no mundo como num malmequer,
porque o vejo. Mas não penso nele
porque pensar é não compreender …

O Mundo não se fez para pensarmos nele
(pensar é estar doente dos olhos)
mas para olharmos para ele e estarmos de acordo…

Eu não tenho filosofia: tenho sentidos…
Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é,
mas porque a amo, e amo-a por isso,
porque quem ama nunca sabe o que ama
nem sabe por que ama, nem o que é amar …
Amar é a eterna inocência,
e a única inocência não pensar…

Alberto Caeiro/Fernando Pessoa em “O Guardador de Rebanhos”
Instruções de utilização: Ouvir “Innocent Soul” com Spyro Gyra

Garrafa 73 – Ilusão de ótica   1 comment

O ser humano é parte de um todo que chamamos de Universo, uma parte limitada no tempo e no espaço.

Ele vê a si mesmo, seus pensamentos e sentimentos como algo separado do resto, uma espécie de ilusão de ótica da sua consciência.

Essa ilusão de ótica é uma espécie de prisão para nós, restringindo-nos aos nossos desejos e afeições pessoais.

Nossa tarefa é nos libertar dessa prisão, aumentando a amplitude de nossa compaixão, para abarcar todas as criaturas vivas e toda a Natureza em sua beleza.

Albert Einstein
Ilustração de autor desconhecido

Ilusão de ótica

Garrafa 8 – Bom vai ser   Leave a comment

Se a gente melhorasse
Se a gente cultivasse
o dom de olhar por dentro
de repensar, de refletir
de escolher o caminho a seguir:

Atrás do silêncio,
atrás da beleza,
atrás da ciência,
que nos dão a certeza
do encantamento
e da obediência
à generosa natureza.

Remoçando o ar, a brisa, o vento,
a água toda que bebemos
e o verde que ainda temos.

Bom seria…
Bom vai ser.

Ivan Lins
Foto de Eduardo Leal em Kyoto – Japão
Instruções de utilização: Ouvir “Bom vai ser” na voz de Ivan Lins

 

Garrafa 182 - Mente tranquila

Garrafa 3 – Vieste   Leave a comment

Vieste na hora exata
Com ares de festa e luas de prata
Vieste com encantos, vieste
Com beijos silvestres colhidos pra mim
Vieste com a natureza
Com as mãos camponesas plantadas em mim

Vieste com a cara e a coragem
Com malas, viagens, pra dentro de mim
Meu amor

Vieste a hora e a tempo
Soltando meus barcos e velas ao vento
Vieste me dando alento
Me olhando por dentro, velando por mim
Vieste de olhos fechados

Num dia marcado sagrado pra mim

Vieste com a cara e a coragem
Com malas, viagens, pra dentro de mim
Meu amor…

Ivan Lins
Foto de autor desconhecido

%d blogueiros gostam disto: