Arquivo para a Tag ‘mente

Garrafa 337 – Atirando a primeira pedra…   Leave a comment

a pedra na mão,
faz saber o que não sei:
mente-vidraça…

Eduardo Leal
Foto de autor desconhecido
Instruções de utilização: Ouvir “Knocking on heavens door” na voz de Eric Clapton

Anúncios

Garrafa 329 – Mente evapora   Leave a comment

Sempre procuro aproveitar ao máximo os lindos dias de outono, com suas temperaturas amenas e céus de um azul profundo seguidos de noites agradáveis e estreladas. Pressentir o inverno que se aproxima faz minha alma ficar mais silenciosa e o corpo mais sensível. E a chegada de uma sequência de dias frios e chuvosos despertou meu desejo de antecipar a mudança do botão do aquecedor da posição “verão” para “inverno”. Fiz isso hoje, antes de tomar minha ducha diária.

Apesar de ainda não poder contar com um ofurô no meu banheiro, é durante o banho que entro em contato com meu corpo e aproveito, também, para fazer uma limpeza mental. Faço isso já há muito tempo e fiquei surpreso e feliz ao confirmar, durante minhas ultimas leituras, que essa é uma tradição oriental.

A experiência cinestésica e espiritual de se aproveitar o momento do banho para também limpar a mente é descrita por Murillo Nunes de Azevedo em seus livros “As raízes da criação” e “Ecologia mental”. Diz ele:

“O banho japonês não é um simples ato de lavar; é, antes de tudo, um ritual do corpo. Tudo é de madeira. O chão. As paredes. O teto. A tina. Só a água é água mesmo, e quase fervendo. Lave-se primeiro com sabão. Lave todas as partes, sem esquecer nenhuma. Mergulhe então no ventre materno, na tina profunda e fumegante. E contemple os desenhos da madeira. Sinta o calor na pele. O tempo desaparecendo no vapor. E a alma endurecida, aos poucos amolecendo. Amolecendo. Endo…”

E a leitura de sua experiência, vivida no Japão no Monte Koya, me fez reviver minhas breves visitas ao Mosteiro Zen Morro da Vargem em Ibiraçu, a partir dos anos 1980, e os banhos no ofurô, com direito à vista espetacular para a vegetação abundante que cerca o local.

Em minhas pesquisas na Internet, não encontrei fotos originais da sala de banho no mosteiro, localizado no Estado do Espírito Santo (até o local é inspirador) e posto algumas fotos alternativas para dar uma idéia do ambiente, que é muito mais espartano que o dessas imagens, e evocar sensações cinestésicas.

Essas suaves lembranças me dão inspiração para um breve haicai:

ducha gelada,
mergulho no ofurô,
mente evapora…

Eduardo Leal
Fotos de autores desconhecidos

Garrafa 287 – Em uma manhã de sol   Leave a comment

Em sua obra “Grande Sertão: Veredas”, repleta da sabedoria de homens simples profundamente conectados com seu ambiente natural, já nos dizia João Guimarães Rosa: “Mas cada um só vê e entende as coisas dum seu modo.” Ou, na linguagem da moderna neurociência: percebemos o mundo por meio dos nossos sentidos, filtrados pelas nossas crenças e valores atuais e experiências anteriores, num processo de contínuo aprendizado. O mesmo fato, presenciado por duas pessoas diferentes, suscitará diferentes interpretações.

Mas gosto de pensar que possa haver algo mais, além de nossas limitadas e relativas interpretações individuais: O todo! O Absoluto! O Uno!

Enquanto o dia amanhece, refletindo a respeito a partir das minhas próprias percepções, imagino que talvez somente aqueles mestres iluminados, que alcançaram um nível de consciência além da mente, vejam as coisas tais como elas realmente são, com sua vibração unica e, ao mesmo tempo, conectadas de maneira harmônica com todas as outras coisas do Universo. Para os ainda não iluminados, como a maioria de nós, talvez um breve lampejo dessa visão nos seja permitida apenas no silêncio de uma fervorosa oração, em um estado de profunda meditação ou amorosa contemplação. Ou talvez ainda, quem sabe, para duas pessoas verdadeiramente apaixonadas, durante aquele beijo, no encontro de corpos que se entregam naquela doce vertigem ou, simplesmente, naquela troca de olhares… Quem sabe também, em decisão de copa do mundo, minuto final e gol de desempate a favor da nossa seleção… Nesses breves momentos, parece que vemos o mundo como ele realmente é… e ele é perfeito do jeito que está!

Enquanto isso não acontece, nessa linda manhã de sol, ouço o canto de uma cigarra e penso comigo mesmo:

nem todos verão,
no canto da cigarra,
o mesmo verão.

Eduardo Leal
Foto de autor desconhecido
Instruções de utilização: Ouvir “Estrada do sol” na voz de Nana e Dori Caymmi

Garrafa 258 – A Alma   5 comments

Quando olhamos nas profundezas do interior da mente, para a região mais íntima do eu,
quando a mente se torna muito, muito tranqüila, e procuramos escutar com muito
cuidado, nesse silêncio infinito, percebemos que a alma começa a sussurrar e
que sua voz, macia como uma pluma, nos conduz até muito além do que a mente
seria capaz de imaginar, além de qualquer coisa que a racionalidade poderia
tolerar, além de qualquer coisa que a lógica conseguiria suportar.

Em seus gentis sussurros estão as mais lânguidas sugestões de amor infinito, vislumbres
de uma vida que o tempo esqueceu, lampejos de uma felicidade que não precisa
ser mencionada, uma interseção infinita na qual os mistérios da eternidade
insuflam vida no tempo mortal, no qual o sofrimento e a dor se esqueceram de
como pronunciar os seus próprios nomes, essa quieta e secreta interseção do
tempo e da eternidade, uma interseção chamada de alma.

Ken Wilber em Psicologia Integral

Ilustração de autor desconhecido com imagem de Ken Wilber

Garrafa 252 – Profunda mente!   Leave a comment

no fundo de mim
segredo escondido…
profunda mente!

Eduardo Leal
Ilustração de autor desconhecido

Publicado 22/06/2011 por Eduardo Leal em Haicai, Haikai, Haiku, Ilustrações

Etiquetado com , , , ,

Garrafa 230 – Mente do ego   Leave a comment

inteligência
tingida de loucura
mente do ego

Eduardo Leal
Foto de autor desconhecido

Publicado 04/05/2011 por Eduardo Leal em Fotografias, Haicai, Haikai, Haiku

Etiquetado com , , , ,

Garrafa 200 – Receita de Felicidade (para o Dia do Amigo)   2 comments

mente vazia
coração amoroso
mãos ocupadas

Eduardo Leal
Foto de autor desconhecido

%d blogueiros gostam disto: