Arquivo para a Tag ‘flor

Garrafa 493 – Foi bom pra você?   Leave a comment

Surgiu carregada de delicada beleza e de grande erotismo, pelo menos assim reverberou na minha memória visual e cinestésica, a imagem registrada por um pêndulo de areia localizado na loja de Jason Ward, durante a ocorrência de um terremoto de magnitude 6,8 na cidade de Olympia, no estado de Washington.

Sismologistas atestaram que a “flor” no centro da figura reflete as ondas de alta frequência que chegaram primeiro ao aparelho detector, e as oscilações externas, de maior amplitude, registraram as ondas de mais baixa frequência que foram produzidas posteriormente.

Descrições de amantes entusiasmados, depois de uma noite de amor, em que dizem que a terra tremeu, agora não me parecem tão desprovidas de senso de realidade.

Na verdade, quando vivemos no Chile, em 1990, às vezes éramos despertados por tremores de verdade, os “temblores” que faziam com que nossa cama balançasse pra valer no meio da noite. Em algumas dessas ocasiões, aproveitando a sugestão da natureza, eram produzidos voluntariamente alguns abalos secundários, só percebidos pelos vizinhos mais próximos, nas madrugadas da bela cidade de Viña del Mar…

Inspiração para um breve e despretensioso haicai:

quando se ama,
é como um terremoto
em cada cama…

Eduardo Leal
Fotos de autores desconhecidos

Pêndulo de areia 3

Pêndulo de areia 2

Garrafa 434 – O Poder do Silêncio 4   Leave a comment

Conforme compromisso assumido anteriormente comigo mesmo, destaco mais uma citação de “O Poder do Silêncio” em que Eckhart Tolle nos aponta um caminho:

“Olhe para uma árvore, uma flor, uma planta. Deixe sua atenção repousar nelas. Note como estão calmas, profundamente enraizadas no Ser. Deixe que a natureza lhe ensine o que é calma.”

Pausa para um breve haicai:

como Te perceber,
enraizado no Ser,
desejo saber…

Eduardo Leal
Foto de autor desconhecido – Assacu da Pompeu Loureiro (antes da tentativa frustrada de derrubada)
Inspirado na leitura de “O Poder do Silêncio” de Eckhart Tolle

Garrafa 225 – Sermão silencioso (para Mahakasyapa)   Leave a comment

de uma flor… Ah!
contemplar a beleza…
iluminação!

Eduardo Leal
Foto de autor desconhecido

Publicado 26/04/2011 por Eduardo Leal em Fotografias, Haicai, Haikai, Haiku

Etiquetado com , , , , , , ,

Garrafa 23 – Sucedeu assim   Leave a comment

Assim,
Começou assim
Uma coisa sem graça
Coisa boba que passa
Que ninguém percebeu

Assim,
Depois ficou assim
Quiz fazer um carinho,
Receber um carinho,
E você percebeu

Fez-se uma pausa no tempo
Cessou todo meu pensamento
E como acontece uma flor
Também acontece o amor

Assim,
Sucedeu assim,
E foi tão de repente
Que a cabeça da gente
Virou só coração
Não poderia supor
Que o amor nos pudesse prender,
Abriu-se em meu peito a canção
E a paixão por você

Antonio Carlos Jobim e Marino Pinto – 1957
Foto de autor desconhecido

%d blogueiros gostam disto: