Arquivo da categoria ‘Treinamentos

Garrafa 351 – Oficina de Comunicação e Desenvolvimento Pessoal PIMAC Novembro 2012   2 comments

No mês de novembro de 2012, se você mora no Rio de Janeiro e vive nas proximidades dos bairros da Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes ou Vargem Gande, avalie essa nova opção de investimento no seu desenvolvimento pessoal e de sua família, em suas noites de terça ou quinta-feira:

A Paróquia Imaculada Conceição – Recreio oferece a possibilidade de sua participação em uma série de treinamentos denominada Oficina Modular de Comunicação e Desenvolvimento Pessoal com ênfase em Crenças e Valores com base em conceitos e ferramentas de Programação Neurolingüística. Com a utilização de linguagem simples e realização de atividades vivenciais, seu conteúdo lhe permitirá refletir sobre a eficácia dos próprios comportamentos adotados nos ambientes profissional, familiar e pessoal.

CONTEÚDO E PROCESSO

A Oficina Modular de Comunicação e Desenvolvimento Pessoal tem carga horária de 10 horas e consta de uma série de encontros no mês de novembro, realizados no período de 19:00 às 21:00 horas dos dias 01, 08, 13, 22 e 29/11 e contará, em cada encontro, em princípio, com um grupo de até 50 participantes. Cada treinamento tem um conteúdo específico e duração de duas horas e será realizado nas ótimas instalações da Paróquia. Sugerimos a participação em todos os cinco Módulos que são interligados por uma lógica de eficácia da comunicação, mas é possível participar de um ou de apenas alguns deles, de acordo com o seu interesse pelo tema e conveniência de datas.

Estão previstos os seguintes Módulos:

Módulo 1: Escuta com Empatia (Colocar-se no lugar de quem fala) – 01/11/2012 (Quinta-feira)
Módulo 2: Perguntas Poderosas (Que provocam reflexão) – 08/11/2012 (Quinta-feira)
Módulo 3: Feedback Positivo (A importância do elogio e reconhecimento) – 13/11/2012 (Terça-feira)
Módulo 4: Feedback Construtivo (Expressão de desagrado “ecológica”) – 22/11/2012 (Quinta-feira)
Módulo 5: Crenças e Valores (Permissão e Motivação) – 29/11/2012 (Quinta-feira)

INVESTIMENTO E FORMA DE PAGAMENTO

• Valor do investimento, em cada módulo, por participante da oficina: R$ 50,00 (cinquenta Reais). Investimento Total para os cinco Módulos R$ 250,00 (duzentos e cinquenta Reais). Investimento Total com desconto especial para casais interessados nos cinco módulos R$ 450,00 (quatrocentos e cinquenta Reais). Mesmo desconto oferecido para pais e filhos.
• Forma de Pagamento: Os pagamentos devem ser efetuados por módulo, antes do término de cada treinamento.

PÚBLICO ALVO:

Jovens com idades a partir de 14 anos e Adultos de todas as faixas etárias. Uma senhora de 90 anos já confirmou sua inscrição.
Cônjuges, Casais de Namorados, Pais e Filhos.

CURRÍCULO SIMPLIFICADO DO FACILITADOR

Os treinamentos serão ministrados pelo Consultor e Coach abaixo apresentado.
José Eduardo Amaral Leal é Doutor em Ciências Navais (DSc.), tendo também realizado Curso de Mestrado em Planejamento Estratégico no Chile. É Engenheiro Mecânico, especializado em Eletrônica pelo CIAW, especializado em Análise, Projeto e Gerência de Sistemas pela Pontifícia Universidade Católica/Rio de Janeiro. Tem, em seu currículo, passagens por diversos órgãos governamentais onde desenvolveu sua experiência nas áreas de Gestão Pessoal e Organizacional, com o exercício de diversos cargos de comando, de direção e de assessoria superior. A partir de 2003, participou da equipe de revisão da metodologia e desenvolvimento dos Softwares PUMA – Sistema de Planejamento Estratégico e Cenários Prospectivos, e LINCE – Sistema de Simulação e Gestão de Futuro da empresa Brainstorming Assessoria de Planejamento e Informática. É “Master e Trainer” em Programação Neurolingüística, pelo Instituto de Neurolingüística Aplicada (INAp). Desenvolveu a sua própria abordagem denominada Coaching Centrado em Valores que é ministrada em cursos específicos e como módulo de cursos de Formação; e tem atuado como palestrante em Simpósios Internacionais de Coaching, e em Universidades e Organizações. É Diretor da Fábrica Abstrata Planejamento, Sistemas e Design e possui experiência internacional, tendo realizado visitas de trabalho a mais de 20 países das Américas, Europa, Ásia e África, e defendido a posição brasileira junto a organismos internacionais (International Maritime Organization – IMO e Conferências Navais Interamericanas).

INFORMAÇÕES DE CONTATO E ESCLARECIMENTO DE DÚVIDAS COM O FACILITADOR

Eduardo Leal
Correio Eletrônico: eduleal@fabricaabstrata.com.br
Celular: (21) 9853-8350
Site: http://www.fabricaabstrata.com.br
Blog Pessoal: http://www.apenastrescoisas.wordpress.com

LOCAL DE REALIZAÇÃO:

• Paróquia Imaculada Conceição – Recreio – Auditório do Prédio Pastoral
• Rua Humberto Cozzo, 41 – Recreio dos Bandeirantes – Rio de Janeiro – RJ CEP: 22795-260 Fone: (21) 2497-9050

Anúncios

Garrafa 213 – Curso de Escutatória   2 comments

Sempre vejo anunciados cursos de oratória. Nunca vi anunciado curso de escutatória.

Todo mundo quer aprender a falar. Ninguém quer aprender a ouvir.

Pensei em oferecer um curso de escutatória. Mas acho que ninguém vai se matricular…

Escutar é complicado e sutil.

Diz Alberto Caeiro (heterônimo de Fernando Pessoa) que “não é bastante não ser cego para ver as árvores e as flores. É preciso também não ter filosofia nenhuma”. Filosofia é um monte de ideias, dentro da cabeça, sobre como são as coisas. Para se ver, é preciso que a cabeça esteja vazia.

Parafraseio o Alberto Caeiro: Não é bastante ter ouvidos para ouvir o que é dito; é preciso também que haja silêncio dentro da alma.

Daí a dificuldade: a gente não aguenta ouvir o que o outro diz sem logo dar um palpite melhor, sem misturar o que ele diz com aquilo que a gente tem a dizer. Como se aquilo que ele diz não fosse digno de descansada consideração e precisasse ser complementado por aquilo que a gente tem a dizer, que é muito melhor.

Nossa incapacidade de ouvir é a manifestação mais constante e sutil de nossa arrogância e vaidade: no fundo, somos os mais bonitos…

Tenho um velho amigo, Jovelino, que se mudou para os Estados Unidos estimulado pela revolução de 64. Contou-me de sua experiência com os índios.

Reunidos os participantes, ninguém fala. Há um longo, longo silêncio. Todos em silêncio, à espera do pensamento essencial.

Aí, de repente, alguém fala. Todos ouvem. Terminada a fala, novo silêncio.

Falar logo em seguida seria um grande desrespeito, pois o outro falou os seus pensamentos, pensamentos que ele julgava essenciais. É preciso tempo para entender o que o outro falou.

Os pianistas, antes de iniciar o concerto, diante do piano, ficam assentados em silêncio, […]. Abrindo vazios de silêncio. Expulsando todas as ideias estranhas.

Na nossa civilização, se eu falar logo a seguir são duas as possibilidades.

Primeira: “Fiquei em silêncio só por delicadeza. Na verdade, não ouvi o que você falou. Enquanto você falava, eu pensava nas coisas que iria falar quando você terminasse sua (tola) fala. Falo como se você não tivesse falado”.

Segunda: “Ouvi o que você falou. Mas isso que você falou como novidade eu já pensei há muito tempo. É coisa velha para mim. Tanto que nem preciso pensar sobre o que você falou”.

Em ambos os casos, estou chamando o outro de tolo. O que é pior que uma bofetada.

O longo silêncio, na verdade deve querer dizer: “Estou ponderando cuidadosamente tudo aquilo que você falou”.

Não basta o silêncio de fora. É preciso silêncio dentro. Ausência de pensamentos. E aí, quando se faz o silêncio dentro, a gente começa a ouvir coisas que não ouvia.

Eu comecei a ouvir.

Fernando Pessoa conhecia a experiência, e se referia a algo que se ouve nos interstícios das palavras, no lugar onde não há palavras. A música acontece no silêncio.

A alma é uma catedral submersa. No fundo do mar – quem faz mergulho sabe – a boca fica fechada. Somos todos olhos e ouvidos. Aí, livres dos ruídos do falatório e dos saberes da filosofia, ouvimos a melodia que não havia, que de tão linda nos faz chorar.

Para mim, Deus é isto: a beleza que se ouve no silêncio.

Daí a importância de saber ouvir os outros: a beleza mora lá também.

Comunhão é quando a beleza do outro e a beleza da gente se juntam num contraponto.

RUBEM ALVES
Ilustração de autor desconhecido

%d blogueiros gostam disto: