Garrafa 352 – Desmanche de Navios   5 comments

Li com profundo pesar, na manhã de hoje, matéria enviada por um bom amigo sobre o triste fim do Navio-Aeródromo Ligeiro (NAeL) Minas Gerais, antigo A-11, em um desmanche de embarcações na India, fato já ocorrido há algum tempo atrás. Foi como descobrir que outro bom amigo, de quem não tinha notícias há muito tempo, havia morrido e tinha sido sepultado como indigente, sozinho, em terra distante, longe de sua família e de seus amigos… Enfim, uma tristeza…

O NAeL foi o meu primeiro navio quando me apresentei na Esquadra, em 1976, ao regressar da viagem de instrução de guardas-marinha. E lá permaneci por dois anos, no Departamento de Aviação, até desembarcar para o Curso de Aperfeiçoamento de Eletrônica. Nessa época, durante o PAM (Período de Atualização e Manutenção) ele não se movimentou, permanecendo atracado ou docado no Arsenal de Marinha no Rio de Janeiro (AMRJ). Só pude experimentar a felicidade de navegar com ele, em águas nacionais e internacionais, embarcando, anos depois, como oficial de Estado-Maior do Comando-em-Chefe da Esquadra. Bem mais tarde, como Capitão dos Portos de Alagoas, pude organizar e preparar a primeira visita do navio ao porto de Maceió. Isso nunca havia ocorrido em razão de pertinentes preocupações da Esquadra com relação à profundidade local e às condições de atracação. A visita foi um sucesso e boas lembranças daqueles momentos de contentamento povoaram minha mente, no dia de hoje.

Refletindo a respeito dos nossos processos de mudança, dos fios brancos que teimam em aparecer no meu bigode e da corrosão que consome os conveses de alguns dos navios onde pisei, as palavras do filósofo Heráclito de Éfeso ecoam, desde a Grécia antiga, no meu ouvido cansado:

“No Universo, a única coisa permanente é a mudança.”

E como sempre faço quando fico meditabundo, busco refúgio em minha trilha sonora. Dessa vez reencontrei esta pérola em forma de música e letra de Quincy Jones, a respeito do inexorável processo de mudança:

Everything must change
Nothing stays the same
Everyone will change
No one stays the same

Os ciclos de nascimento, desenvolvimento, degradação e morte são mesmo implacáveis e vamos, todos nós, de uma maneira ou de outra, passar por cada um deles. E o importante é fazê-lo com dignidade.

O NAeL sempre foi tratado com respeito e reverência por suas antigas tripulações e legiões de admiradores que, enquanto vivermos, assim o preservaremos em nossa memória, a despeito de seu triste fim, em uma praia distante e longe dos seus.

Vendo as fotografias dos seus ultimos momentos, ao lado de outras embarcações de mesmo triste destino, sinto apenas a inspiração para um lamento, com a métrica do haicai:

praia de lama
desmanche de navios
ah! longe dos seus…

Eduardo Leal
Fotos de autores desconhecidos
Instruções de utilização: Ouvir “Everything Must Change” com Quincy Jones

Anúncios

5 Respostas para “Garrafa 352 – Desmanche de Navios

Assinar os comentários com RSS.

  1. Linda, linda, linda reflexão.

    Curtir

    • Olá Fernanda! Você, sempre generosa e gentil com minhas tentativas de expressar sentimentos e emoções, brincando com as palavras. Agradeço, mais uma vez, pelo carinhoso feedback. Abraço apertado.

      Curtir

  2. sr eduardo eu sou joseny ocorretor que vendeu apartamento para osenhor na rua joão zaneti
    espero que voceis esteja com bastante saude

    Curtir

    joseny conceicao
  3. Transcrevi a letra da música do texto do post para este comentário, no dia de hoje:

    Everything must change
    Nothing stays the same
    Everyone will change
    No one stays the same

    The young become the old
    And mysteries do unfold
    Cause that’s the way of time
    Nothing and no one goes unchanged

    There are not many things in life
    You can be sure of
    Except rain comes from the clouds
    Sun lights up the sky
    And hummingbirds do fly

    Winter turns to spring
    A wounded heart will heal
    But never much too soon
    Yes everything must change

    The young become the old
    And mysteries do unfold
    Cause that’s the way of time
    Nothing and no one goes unchanged

    There are not many things in life
    You can be sure of
    Except…

    ……………………………

    Except rain comes from the clouds
    Sun lights up the sky
    And hummingbirds do fly

    Rain comes from the clouds
    Sun lights up the sky
    And hummingbirds do fly

    Rain comes from the clouds
    Sun lights up the sky
    And hummingbirds do fly

    Rain comes from the clouds
    Sun lights up the sky
    And music makes me cry

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: