Garrafa 249 – Maquinando   1 comment

fico maquinando…
penso que sou máquina…
ah! ma qui nada!

Eduardo Leal
Foto de autor desconhecido

Anúncios

Publicado 18/06/2011 por Eduardo Leal em Fotografias, Haicai, Haikai, Haiku

Etiquetado com , ,

Uma resposta para “Garrafa 249 – Maquinando

Assinar os comentários com RSS.

  1. Sim, é possível deixar de ser máquina, mas, para isso, é necessário, antes de tudo, conhecer a máquina. Uma máquina, uma máquina real, não se conhece a si mesma e não pode conhecer-se. Quando uma máquina se conhece, desde esse instante deixou de ser máquina; pelo menos não é mais a mesma máquina que antes. Já começa a ser responsável por suas ações. Gurdjieff via Ouspensky

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: